A internet revolucionou a forma de se comunicar e principalmente a forma com que as empresas chegam até seus clientes. Com o mundo digital cada vez mais presente na vida das pessoas as empresas aproveitaram o potencial da mídia para divulgar seus produtos para nichos específicos e com maior conversão, além disso, com a vantagem do baixo investimento.

Tive o privilégio de “crescer” junto com o marketing digital, pude acompanhar desde os patrocínios em banners até os avançados retargeting. O Marketing Digital é um adolescente e, como todo adolescente, os adultos (Empresas) custam a confiar nele, por esse motivo ela teve que se emancipar e mostrar para os adultos que apesar da juventude ela poderia mostrar sua eficiência.

A metáfora acima explica muito bem a relação do “Marketing Digital x Empresas”, a alguns anos a desconfiança com a internet era muito grande, para resolver esse problema empresas como Google e Facebook criaram plataformas para que as empresas pudessem investir e pagar apenas quando um cliente interagisse com sua publicidade. Depois da criação dessas plataformas os valores investidos em mídias digitais vêm aumentando gradativamente e a expectativa é que aumente e siga a tendência dos Estados Unidos, que hoje é a mídia com maior investimento, superando a Televisão.

A falta de mão de obra especializada no Brasil não é exclusividade de um setor e sim de todas as áreas, com a facilidade de anunciar no Facebook e Google aumentaram também a quantidade de anúncios sem qualidade. Esse tipo de situação faz com que os empresários não tenham o resultado esperado e culpe a plataforma. Ele não entende que apesar de “fácil” é preciso um profissional qualificado para manusear a plataforma.

Uma empresa compra uma máquina de última geração, investe um valor alto na aquisição, mas decide não mudar a estrutura e não contratar um funcionário especializado, pois entende que já está tendo muitos gastos. Alguma semelhança? É assim que funciona no Marketing Digital no Brasil, uma plataforma de última geração sem profissionais qualificados. Para deixar ainda mais claro podemos citar a plataforma wix.com, ela tem uma plataforma onde “qualquer pessoa” pode criar um site com apenas um clique, será que “qualquer pessoa” está qualificada a ponto de fazer um site eficiente e não apenas um site “bonitinho”?

Infelizmente nós profissionais de marketing sofremos com a falta de mão de obra especializada, concorremos com “sub profissionais” que cobram preços baixos e sem nenhuma qualidade. Além disso, sofremos também com empresários que não conseguem distinguir preço de qualidade, preferem pagar menos por um produto/serviço sem qualidade.

Junto com a facilidade veio a má qualidade, o que foi uma forma de trazer novos anúncios, também pode ser um motivo para perder anunciantes. Pensando nisso o Google e Facebook estão investindo em treinamento para usuários finais através de pequenos cursos e até atendimento personalizado pelo telefone. É importante entender sobre as plataformas, mas, para retirar o melhor resultado dessa plataforma é preciso conhecimento de um profissional de marketing.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *